Parceria para o Bom Desenvolvimento

Garantindo a provisão de recursos naturais através de uma agricultura moderna, eficiente e sustentável na última fronteira agrícola do Brasil

 

Matopiba é o acrônimo que traduz o local de encontro dos estados do Maranhão, Piauí, Tocantins e Bahia.

A região de 73 milhões de hectares no Cerrado brasileiro se destaca no meio do agronegócio por suas características favoráveis ao cultivo: muitos quilômetros de terras planas, acessíveis e agricultáveis e água em abundância. As condições ambientais são ideais para o cultivo de commodities, como soja, milho e algodão, com o auxílio da tecnologia. Com o esgotamento de terras para a agricultura em outros locais do Brasil, Matopiba chamou a atenção de instituições globais do setor produtivo e é considerada a nova e última fronteira agrícola do país.

 

A região em números: 

6,5 mi
de pessoas vivem na região
Somando a população urbana, indígenas, quilombolas e agricultores familiares, cerca de 6,5 milhões de pessoas vivem na região (2020)
59,6%
da vegetação nativa conservada
Matopiba possui 59,6% da vegetação nativa conservada (2019)
49,08%
do cerrado estão no Matopiba
Dos remanescentes de vegetação nativa do Cerrado brasileiro, 49,08% estão no Matopiba (2019)

 

 

É neste contexto que a Conservação Internacional e seus parceiros desenvolvem o projeto Parceria Para o Bom Desenvolvimento (Good Growth Partnership – GGP, na sigla em inglês). Desafios globais como as mudanças climáticas, o crescimento populacional e a demanda mundial por alimentos, impõem ao setor produtivo a necessidade de uma agricultura moderna e de baixo carbono, maiores índices de produtividade no campo e planejamento adequado para o melhor uso e ocupação da terra. No caso da cadeia produtiva de grãos, em especial a soja, não é diferente.


O desafio 

Promover ações para disseminar a interdependência entre os serviços ambientais e a produção de alimentos na região de Matopiba, no Cerrado brasileiro, por meio de parcerias estratégicas com diferentes setores da sociedade direta ou indiretamente conectados à cadeia produtiva, a fim de construir caminhos possíveis para um cenário de paisagens agrícolas sustentáveis  Nosso desafio é demonstrar, através de evidências com base em ciência, que a boa gestão do capital natural é um elemento fundamental para o futuro da produção global de commodities.

 

Nossa visão 

A expansão da produção de alimentos na região aliada à conservação do Cerrado e ao bem-estar das comunidades locais. É possível produzir e conservar a natureza. Acreditamos em um futuro sustentável para a produção de commodities agrícolas no Brasil, equilibrando as demandas de uma população crescente com as responsabilidades socioambientais deste cenário.

 

Nosso objetivo

Promover sistemas de produção eficientes e ambientalmente saudáveis por meio da implementação de boas práticas agrícolas, fazendo com que o Matopiba se torne referência para o desenvolvimento sustentável nacional.

 

Principais ações e resultados

Cerrado reforestation project, Oreades
© Flavio Forner
Apoio à validação dos registros dos imóveis no Cadastro Ambiental Rural (CAR) e atuação na agenda pós-CAR, por meio dos acordos de cooperação com os estados do Tocantins e Bahia
Cerrado reforestation project, Oreades
© Flavio Forner
Promoção da adesão a práticas agrícolas de baixo carbono (ABC) por produtores rurais de soja e pecuária, por meio da assessoria técnica e extensão rural, fruto da parceria com EMBRAPA no estado do Tocantins
Cerrado reforestation project, Oreades
© Flavio Forner
Identificação de áreas prioritárias para conservação e restauração na região de Matopiba, em parceria com a Fundação Brasileira para o Desenvolvimento Sustentável (FBDS)

 

 

Cerrado reforestation project, Oreades
© Inaê Brandão
Apoio no fortalecimento da cadeia da restauração na região Oeste da Bahia, através da implementação de unidades demonstrativas de restauração florestal (10 hectares), da estruturação de uma associação de rede de coletores de sementes do Cerrado, e monitoramento da fauna para proposição de corredores ecológicos, uma ação juntamente com o Parque Vida Cerrado, vinculado ao Instituto Lina Galvani
Cerrado reforestation project, Oreades
© Flavio Forner
Apoio à criação e implementação de áreas protegidas municipais em Matopiba, como o Parque Natural Municipal Engenheiro Geraldo Rocha (44 ha), em Barreiras e o conselho gestor da Área de Proteção Ambiental do Rio Preto (1,1 milhão de ha), por meio da cooperação com o Instituto Internacional de Educação do Brasil (IEB)
Cerrado reforestation project, Oreades
© Divulgação
07 Notas Técnicas produzidas no âmbito do projeto. Estas se baseiam nos resultados dos estudos realizados em colaboração com instituições parceiras e estão disponíveis ao final desta página

 

 

Junto aos nossos parceiros, nossa estratégia envolve:

 

Produção
Conservação
Restauração

O projeto Parceria para o Bom Desenvolvimento promove a sustentabilidade em toda a cadeia global de suprimentos das commodities de soja, a carne e o óleo de palma, três principais impulsionadores do desmatamento nos países onde o programa atua - Brasil, Indonésia, Libéria e Paraguai. Por meio da promoção do diálogo e cooperação entre setor privado, associações de produtores, órgãos governamentais e atores da sociedade civil. 

O programa é financiado pelo Fundo Global para o Meio Ambiente (Global Environment Facility – GEF), com apoio do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), em parceria com a Conservação Internacional, a Corporação Financeira Internacional (IFC), a ONU Meio Ambiente (UN Environment) e o World Wildlife Fund (WWF). A Fundação Brasileira para o Desenvolvimento Sustentável (FBDS) também é parceira de implementação da iniciativa no Brasil​. Saiba mais sobre o projeto global na página www.goodgrowthpartnership.com

 

 

NOTAS TÉCNICAS

As notas técnicas aqui apresentadas foram elaboradas pela equipe da Conservação Internacional (CI-Brasil) no âmbito do projeto Parceria para o Bom Desenvolvimento (Good Growth Partnership), a partir de estudos desenvolvidos em colaboração com instituições parceiras.

Barradelogos_ParceriaparaoBomDesenvolvimento_Brazil