O óleo chega a Região dos Abrolhos

outubro 29, 2019

29/10/2019 - Nota / Conservação Internacional - Foi com tristeza que esta semana registramos a chegada das primeiras manchas de óleo na Região dos Abrolhos. O monitoramento costeiro confirmou a presença de óleo nas praias da Reserva Extrativista de Canavieiras, em Belmonte e em Santa Cruz de Cabrália, no Sul Bahia. Ainda mais preocupante foi a identificação de óleo no mar, por meio de um esforço realizado com embarcações de pesca. Uma mancha de cerca de 40 kg foi recolhida por pescadores que estão num esforço concentrado de “pescar óleo” com redes, em alto mar. Apesar de parecer pouco, considerando que a mancha estava em alto mar e não se sabia sua localização, é provável que haja muitas outras na mesma área que seguem em direção aos recifes com os ventos e correntes predominantes vindo do Nordeste.

A chegada do óleo aos recifes e manguezais de Abrolhos, representa uma enorme ameaça à conservação marinha no Brasil. Lembramos que são os maiores e mais diversos recifes de coral do Atlântico Sul, e que podem ser severamente impactados pelo toque do óleo. Além do risco à biodiversidade, os impactos socioeconômicos para mais de 20 mil pessoas que dependem da pesca e outras 80 mil que dependem do turismo são muito preocupantes. Se uma resposta urgente e coordenada entre os diversos atores da sociedade e do governo, não for dada imediatamente, os impactos em Abrolhos poderão ser ainda mais severos. 

Uma boa notícia é que os pescadores provaram que é possível capturar e retirar óleo do mar com redes de pesca, mas será necessário um esforço considerável para que isso tenha resultados, requerendo investimentos em equipamentos e logística. Estamos buscando meios para organizar e viabilizar estas ações. Da mesma forma nossa equipe de Caravelas está em campo levando Equipamentos de Proteção Individual para remoção de óleo por voluntários nas comunidades mais atingidas, em especial Belmonte e Santa Cruz de Cabrália. Este esforço, apesar de local, tem sido muito importante para remoção de óleo nas marés baixas, evitando a contaminação das praias e o deslocamento do óleo para outras áreas. Também estamos buscando apoio e ajuda das empresas do setor de óleo e gás e das empresas fabricantes de celulose na região. 

 

 


Contatos para imprensa

Priscila Steffen – Gerente de Comunicação
psteffen@conservation.org
Tel: +55-21-2173-6389