Proteger a natureza todos dependemos para comida, água fresca e meios de subsistência

Pesca + sustentavel: ferramenta que segue o pescado, do oceano ao prato

maio 9, 2017

Texto: Leah Duran
Tradução: Thiago Camara

A cadeia global de frutos do mar pode ser tão obscura quanto as profundezas do oceano - na verdade, um em cada cinco pedaços de frutos do mar é falsamente rotulado. No Brasil, a Conservação Internacional (CI) é pioneira em uma ferramenta amigável para smartphones que rastreia os fru?tos do mar do oceano ao prato, dando aos consumidores o poder de fazer escolhas sustentáveis teclando no celular.

Nesta entrevista, Guilherme Dutra, Diretor de Estratégia Costeira e Marinha da CI-Brasil, explica o Pesca + Sustentável, programa pioneiro na rastreabilidade de frutos do mar. Vencedora do Desafio de Impacto Social do Google Brasil de 2014, esta iniciativa traz tecnologia inovadora diretamente às comunidades de pescadores no Brasil para remodelar a cadeia de frutos do mar, da água ao prato do consumidor.

CI-Brasil: Como funciona o Pesca + Sustentável?

Guilherme Dutra: O Pesca + Sustentável é um sistema de rastreamento baseado em QR code. O QR code é um código impresso em um pedaço de papel que acompanha um menu de restaurante. Em seu smartphone, os clientes abrem o aplicativo que lê esses códigos QR e digitalizam o código, imediatamente ele é direcionado ao site do programa para saber mais sobre de onde seus frutos do mar vieram. Desta forma, o consumidor consciente pode facilmente escolher frutos do mar saudáveis e sustentáveis que vêm de comunidades de pescadores locais, beneficiando toda a cadeia de frutos do mar.

CI: Como funciona a cadeia de pesca de frutos do mar?

GD: Na pesca costeira no Brasil, a CI está sendo pioneira na captura sustentável de um tipo de caranguejo chamado caranguejo-uçá, que são capturados à mão na lama em torno de manguezais costeiros. Para sustentar populações saudáveis desses caranguejos, os pescadores locais concordam em pegá-los quando tiverem um certo tamanho e não durante a época de reprodução. Uma vez capturados, os caranguejos são transportados para fornecedores e restaurantes. Até o momento, nosso principal parceiro de restaurante está em Belém, capital do Pará na região norte do país.

CI: Por que é importante a transparência no processo da pesca até o prato do consumidor?

GD: Hoje, uma grande parte da cadeia de frutos do mar é ilegal ou insustentável. Um em cada cinco rótulos de frutos do mar é falso! O mercado está focado em quem pode pegar mais - o que é insalubre e insustentável para os pescadores, peixes e ecossistemas marinhos. O mercado deve ser focado na qualidade: simplesmente ponha, que pesque "melhor", com "melhor" significado "usando métodos sustentáveis que são bons para consumidores e para o meio ambiente." Nossas escolhas como consumidores são críticas para a conservação do oceano, e nós devemos ter certeza sobre as origens dos frutos do mar que comemos. A Pesca + Sustentável oferece aos consumidores uma maneira simples e direta de criar mudanças positivas.

CI: De que maneira o Pesca + Sustentável promove outros esforços de conservação?

GD: Os pescadores querem - e precisam - proteger os manguezais onde vivem os caranguejos, para que possam continuar a pescar e sustentar suas famílias; Cerca de 10.000 famílias dependem do caranguejo para sobreviver. As áreas de transição entre o oceano e a terra, tais como as florestas de mangue, não só fornecem alimento para as comunidades, como também servem de amortecedores de tempestades tropicais e podem armazenar até 10 vezes a quantidade de carbono de uma mesma área de floresta terrestre. Os mangues no norte do Brasil são a maior porção contínua deste ecossistema em todo o planeta, ocupando uma área maior que Porto Rico. O Pesca + Sustentável treina pescadores - muitos dos quais não sabem ler ou escrever - para proteger o ambiente, a fim de garantir uma pesca duradoura, explicando a ligação entre a sobrepesca e a perda de recursos naturais e meios de subsistência.

CI: Quais medidas estão sendo feitas para expandir o Pesca + Sustentável?

GD: Nosso objetivo é disponibilizar este sistema para as 25 reservas extrativistas marinhas do Brasil, o que ajudaria 6 mil famílias que dependem de pequenos pescadores e que se beneficiariam diretamente. Também estamos trabalhando com a CI-Colômbia para trazer este sistema de rastreabilidade para suas pescarias EcoGourmet, que também conecta os pescadores locais a fornecedores e restaurantes. Os programas da CI na Colômbia impediram a sobrepesca, preservando os meios de subsistência, principalmente usando técnicas de pesca menos nocivas e fazendo com que os restaurantes paguem mais pelo peixe capturado de forma sustentável. A abordagem de rastreamento Pesca + Sustentável pode funcionar para uma série de outros produtos sustentáveis, e muitas comunidades locais podem beneficiar de uma maior transparência.?

Acesse o site do projeto:  http://pescamaissustentavel.org.br/

Read in English:  https://www.conservation.org/blog/scan-and-serve-new-tool-traces-seafood-from-ocean-to-plate

Contatos para imprensa

Priscila Steffen – Gerente Sênior de Comunicação
psteffen@conservation.org
Tel: +55-21-2173-6389 / +55-21-99032-5690