Proteger a natureza todos dependemos para comida, água fresca e meios de subsistência

Pearl Jam?? e CI promovem restauração na Amazônia

março 15, 2018

?????????Pearl Jam?? e CI se unem para compensar a pegada de CO2 dos shows da banda com reflorestamento na Amazônia

??

 

A Conservação Internacional (CI-Brasil) e a banda Pearl Jam anunciaram uma nova parceria para mitigar o impacto das emissões de CO2 dos shows no Brasil em 2018. O Pearl Jam irá compensar 2.500 toneladas de dióxido de carbono produzidos durante as apresentações no Rio de Janeiro (21 de março) e São Paulo (24 de março).

 

Será mitigado o carbono do transporte aéreo e terrestre dos integrantes da banda e equipe, das estadias em hotel, bem como a pegada de carbono gerada pelos fãs que participarão dos shows.

 

O Pearl Jam compensará essas emissões, apoiando a maior iniciativa de restauração florestal na Amazônia, o "Amazonia Live", que é o resultado de uma parceria entre a Conservação Internacional, o Ministério do Meio Ambiente, o Fundo Global para o Meio Ambiente (GEF), o Banco Mundial, o Fundo Brasileiro de Biodiversidade (Funbio), o Instituto Socioambiental (ISA) e o Rock in Rio. A compensação será feita por meio do plantio de novas árvores em sistema de agrofloresta na Reserva de Desenvolvimento Sustentável Uatumã, no Amazonas, por meio do Programa Carbono Neutro do Instituto de Conservação e Desenvolvimento Sustentável da Amazônia (Idesam). ?Este investimento também beneficiará diretamente 27 famílias, empregando 30 pessoas como coletores de sementes, trabalhadores de viveiros e plantio, bem como técnicos agrícolas.

 

O Amazonia Live é uma iniciativa multi-institucional para ampliar os esforços de restauração na Amazônia brasileira. Até o momento, a iniciativa garantiu a restauração de 73 milhões de árvores em 30.000 hectares prevista para acontecer até 2023. A iniciativa contribui para que o Brasil cumpra seu compromisso do Acordo de Paris, que é o de restaurar 12 milhões de hectares até 2030. O Amazonia Live também faz parte da "Aliança pela Restauração na Amazônia", uma plataforma com mais de 60 organizações, coordenada pela Conservação Internacional e pela União Internacional para a Conservação da Natureza (UICN).

?"Estamos entusiasmados em estabelecer mais esta parceria com o Pearl Jam para proteger a Amazônia e espalhar a mensagem da importância de sua floresta para além das suas fronteiras. A Amazônia beneficia não apenas as comunidades que dependem dela para seus meios de subsistência, mas também pessoas em todo o mundo. 20% do abastecimento mundial de água doce vem da Amazônia e 20% do oxigênio que respiramos na Terra é graças à floresta amazônica ", afirma Rodrigo Medeiros, vice-presidente da Conservação Internacional.

"Como uma banda, é importante para nós reconhecermos o impacto ambiental das nossas turnês e fazer o que for possível para mitigar isso", disse Stone Gossard, do Pearl Jam. "O Amazonia Live é extraordinário porque ajuda a compensar o CO2 que emitiremos nos shows da nossa turnê no Brasil, ao mesmo tempo que proporcionamos oportunidades de emprego e segurança alimentar para as comunidades da Reserva do Uatumã".

??Segundo Pedro Soares, Gerente do Programa de Mudanças Climáticas e REDD+ do Idesam “é uma grande satisfação para o IDESAM  poder coordenar a implementação dos reflorestamentos que irão compensar as emissões da turnê do Pearl Jam no Brasil. Além dos benefícios para o clima, os reflorestamentos em Sistemas Agroflorestais irão gerar uma série de co-benefícios para as famílias da Reserva de Desenvolvimento Sustentável do Uatumã, localizada no Estado do Amazonas”. 


Desde 2000, o Pearl Jam e a Conservação Internacional são parceiros em iniciativas de mitigação de carbono. Em 2012, o Pearl Jam se tornou na banda carbono neutro do mundo. Em 2015, compensaram o CO2 produzido durante a turnê na América Latina e EUA, com investimentos no Projeto Alto Mayo da Conservação Internacional  no Peru e no Projeto Floresta Amazônica de Valparaiso da Fundação CarbonFundBrasil.

 

Sobre a Conservação Internacional (CI)

 

A CI é uma organização ambiental brasileira criada em 1990, que integra uma rede internacional presente em mais de 30 países, com foco na conservação da natureza para a promoção do bem-estar humano. A CI-Brasil utiliza um conjunto inovador de ciência, políticas e parcerias para proteger a natureza e o que dela dependemos para sobreviver: alimentos, água, estabilidade climática e os meios de subsistência. Para saber mais sobre a CI-Brasil: www.conservacao.org.br

 

Sobre o Amazonia Live

 

O Amazonia Live é uma iniciativa socioambiental do Rock in Rio em parceria com a Conservação Internacional, o Fundo Brasileiro de Biodiversidade (Funbio), o Instituto Socioambiental (ISA), o Banco Mundial, o Fundo Global para o Meio Ambiente (GEF) e o Ministério do Meio Ambiente. Em setembro de 2017, durante a cerimônia de abertura do Rock in Rio, a ubermodel Gisele Bundchen e a cantora Ivete Sangalo anunciaram ao mundo o maior projeto de restauração numa floresta tropical do mundo que acontece na floresta amazônica brasileira, onde serão restaurados 73 milhões de árvores em 30.000 hectares, equivalente ao tamanho de 30.000 campos de futebol, até 2023. Esta iniciativa ajudará o Brasil a avançar em direção ao cumprimento de seu compromisso feito no Acordo de Paris, de restaurar 12 milhões de hectares até 2030. Novos parceiros estão sendo adicionados a esta iniciativa de forma permanente para aumentar esta ambiciosa restauração florestal que beneficiará as pessoas em todo o mundo, já que todos nós dependemos da Amazônia para prosperar. Saiba mais sobre Amazonia Live: www.amazonialive.com.br?

INF
ORMAÇÕES PARA A IMPRENSA:
Priscila Steffen – Gerente de Comunicação / CI-Brasil 
(21) 2173-6389 / ?96987-3428 / psteffen@conservation.org

?


Contatos para imprensa

Priscila Steffen – Gerente Sênior de Comunicação
psteffen@conservation.org
Tel: +55-21-2173-6389 / +55-21-99032-5690