Proteger a natureza todos dependemos para comida, água fresca e meios de subsistência

ALIANÇA PELA RESTAURAÇÃO NA AMAZÔNIA

janeiro 25, 2017

?????

ALIANÇA PELA RESTAURAÇÃO NA AMAZÔNIA

Um pacto pela conservação na Amazônia Brasileira

 

Iniciativa será lançada, dia 30, em Belém, com o objetivo de somar forças em prol da Amazônia, bioma que tem sofrido com crescentes índices de desmatamento

 

 

A conversão de floresta para outros usos, associada à exploração ilegal de madeira, resultaram em 7.989 km² de área desmatada na Amazônia. Esse número, que compreende somente o período de agosto de 2015 a julho de 2016, é maior do que o divulgado em 2015, referente ao ano anterior, pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), que contabilizou 6.207 km2 de área desmatada. O aumento, de quase 29%, reforça a importância da revisão das estratégias adotadas e a adoção de novas ações e políticas públicas para reverter essa tendência.

 

É nesse preocupante contexto que surge a Aliança pela Restauração na Amazônia – um pacto pela conservação na Amazônia Brasileira, que será lançada no próximo dia 30 de janeiro, em Belém. A proposta é unir esforços para proteger a maior floresta tropical do mundo.

 

A missão da iniciativa é estabelecer uma plataforma de cooperação entre ONGs, empresas, academia, governo e sociedade civil e somar forças para ampliar a restauração florestal na Amazônia Brasileira.

 

Entre os membros fundadores estão: Conservação Internacional (CI-Brasil), Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia (IPAM), União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN), Instituto Socioambiental (ISA), World Resources Institute (WRI), Embrapa, Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (IMAZON), Amazônia Live/Rock in Rio, AMATA e Grupo AFB - Agropecuária Fazenda Brasil. O Ministério do Meio Ambiente (MMA) é parceiro da iniciativa.

 

Vale destacar, nessa relação, empresas de setores produtivos estratégicos como é o caso da AMATA e do Grupo Agropecuária Fazenda Brasil, que trabalham com madeira certificada e produção de gado de corte, respectivamente. Elas integram a conservação do bioma em suas atividades, compreendendo a importância da sustentabilidade para seus negócios.

 

Rodrigo Medeiros, vice-presidente da CI Brasil, ressalta que "o compromisso assumido pelo Brasil no Acordo de Paris, de restaurar e reflorestar 12 milhões de hectares em todo o país,  ilustra o tamanho do desafio que teremos pela frente. Nessa escala, somente uma articulação ampla de vários setores da sociedade brasileira, incluindo o setor privado, é capaz de criar um ambiente concretamente capaz de promover essa transformação".

 

Rodrigo afirma também que "continuar os esforços de redução do desmatamento na Amazônia aliados a uma estratégia de restauração de áreas críticas que estão degradadas é essencial se quisermos continuar provendo recursos básicos para as pessoas como água, comida e bem-estar."

 

 Atuação

 

A Aliança pela Restauração na Amazônia busca:

 

·  Conciliar interesses e integrar ações em prol da ampliação da escala e da eficiência da restauração florestal.

·  Gerar, sistematizar e difundir conhecimentos e informações sobre restauração florestal, silvicultura tropical e sistemas agroflorestais.

·  Apoiar a captação pelos membros para viabilizar ações e projetos de restauração florestal.

·  Impulsionar a economia da restauração florestal, estimulando todos os elos da cadeia produtiva, gerando oportunidades de negócios, trabalho e renda.

·  Contribuir para formulação e implementação de políticas públicas que favoreçam a restauração florestal.

·  Disponibilizar protocolos e ferramentas que permitam a integração de dados para o monitoramento das ações de restauração e avaliação da dinâmica florestal.

·  Desenvolver ações de conscientização e sensibilização da sociedade civil acerca da necessidade de conservação/restauração da Amazônia.

 

 

Como funciona?

 

·  Adesão voluntária mediante assinatura do termo.

·  Governança descentralizada, transparente e inclusiva.

·  Representatividade nos quatro segmentos (governo, empresas, sociedade civil organizada e academia).

·  Colaboração e cooperação entre os membros.

· Articulação e integração de ativos, experiências e saberes.

·  Respeito aos conhecimentos tradicionais.

·  Comunicação dinâmica e transparente.

·  Respeito às particularidades produtivas e ecológicas dos variados ambientes e regiões amazônicas.

 

Para tornar-se um membro ou associar-se, é preciso enviar um e-mail para André Lemos, Coordenador de Projetos da CI-Brasil:  alemos@conservation.org

 

Saiba mais em http://www.conservation.org/global/brasil/Pages/alianca-restauracao-amazonia.aspx

 

 

Serviço:

O quê: Lançamento Aliança pela Restauração na Amazônia

Quando: 30 de janeiro de 2017, a partir de 14h30

Onde: Hotel Regente – Avenida Governador José Malcher,485, Belém – Pará

 

Mais informações:

 

Milena del Rio do Vale - (11) 98159-7555 -mdrvalle@gmail.com

Andréia Vitório - (71) 99168-5807 - deiacunhavitorio@gmail.com?



Logos alianca.jpg?

Contatos para imprensa

Priscila Steffen – Gerente Sênior de Comunicação
psteffen@conservation.org
Tel: +55-21-2173-6389 / +55-21-99032-5690