Movimento QueroQuero conecta jovens protagonistas de ações sustentáveis

Idealizado de forma coletiva, a iniciativa utiliza a plataforma web para a troca de vivências entre jovens de diferentes realidades do Brasil

São Paulo, 1º de junho de 2015 - O Movimento QueroQuero conecta jovens de todo território brasileiro que possuem modos de vida distintos e desenvolvem ações nas comunidades onde moram para contribuir para um país mais sustentável, mais inclusivo e justo, e com melhor qualidade de vida para todos.

Por meio de uma comunidade do Facebook, jovens de todas as idades inspiram e são inspirados a compartilharem suas realidades, suas soluções e seus projetos, como também agirem pró-ativamente em ações simples, porém fundamentais para o bem-estar.  O objetivo da plataforma é amplificar a voz dessas moças e rapazes que são ativos no processo de conservação da natureza e melhoria das condições de vida.

Edivan Pereira, estudante de 20 anos, do Pará, criou um carvão feito a partir do caroço do açaí que é capaz de filtrar a água. Uma solução com baixo custo que ajudou a melhorar a vida dos habitantes da cidade de Moju e arredores. Os irmãos gêmeos, Julia e Daniel Bennet, estudantes de 23 anos de São Paulo, nasceram e cresceram às margens da represa Guarapiranga. Incomodados com a quantidade de lixo, os dois organizam mutirão de limpeza arregimentando amigos e vizinhos. Bepó Metyktire, estudante de 21 anos, criado na aldeia Kremoro, no Parque Indígena do Xingu, acredita que a floresta amazônica tem um papel crucial em sua vida e foi ao Japão participar do encontro "O Espírito da Floresta Amazônica" para falar sobre a importância de preservação do meio ambiente.

Edivan, Julia, Daniel e Bepó registraram as suas experiências em um vídeo curto, feito por eles mesmos, que será compartilhado na página do Movimento QueroQuero para que outros jovens possam replicar as suas atitudes e também ir além propondo desdobramentos.

"O desafio da sustentabilidade é geracional. A transição para um futuro mais sustentável carece de novas lideranças, precisamos preparar os jovens e criar espaços para que eles possam se engajar nesse debate", enfatiza Rodrigo Medeiros, Vice Presidente da CI-Brasil, organização ambiental que realiza a iniciativa. "Esse desafio global passa por um reconhecimento da cultura e do saber local, e em um país diverso como o Brasil, precisamos reconhecer e valorizar essa diversidade como elemento de transformação.  É o que buscamos com o Movimento QueroQuero".

Um espaço democrático onde todos podem participar postando seus projetos, mostrando suas atividades, discutindo soluções e dividindo suas ideias a fim de convertê-las em resultados reais, e mais importante, dividir com a galera a sua realidade e pontos de vista sobre a sustentabilidade. "Além do Facebook, os jovens podem utilizar outras redes sociais como Instragram, Snapchat, Whatsapp com a hashtag #euquero. A plataforma é um espaço para compartilhar e conectar diferentes realidades e boas iniciativas", destaca Fernado Grostein, diretor de cinema e responsável pela Spray Filmes, produtora que está por trás da estratégia do Movimento QueroQuero.

Contatos para a imprensa:         

Juliana e Mariana

11.3845-1858

imprensa.sprayfilmes@gmail.com