Fórum debate gestão estratégica da biodiversidade

Realizado pela Conservação Internacional, no âmbito do projeto TEEB para o Setor de Negócios Brasileiro, fórum foca a inserção da biodiversidade e serviços ecossistêmicos na gestão estratégica das empresas.

Belo Horizonte, 18 de novembro de 2013 —

Incorporar o capital natural na cadeia de valor e internalizar externalidades ambientais são temas centrais dos dois fóruns de debates que o projeto TEEB para o Setor de Negócios Brasileiro, da Conservação Internacional (CI-Brasil), realiza na próxima terça-feira, 19 de novembro, em São Paulo. Voltado para a sustentabilidade empresarial, o evento debate a inserção da biodiversidade e serviços ecossistêmicos nos negócios como forma de agregar valor para a empresa e a sociedade, assegurando a conservação destes recursos.

 “As empresas demonstram um grande interesse em entender melhor a relação de suas atividades com a biodiversidade e os serviços ecossistêmicos, pois sabem que a manutenção destes recursos é fundamental para a sustentabilidade de seus negócios. A troca de experiências dos fóruns possibilita enxergar riscos e oportunidades relacionadas ao capital natural”, afirma a coordenadora do projeto TEEB para o Setor de Negócios Brasileiro, Helena Pavese.

O evento está dividido em dois fóruns. O primeiro, realizado pela manhã, aborda o tema “Incorporação do Capital Natural na Cadeia de Valor” e irá reunir as empresas Walmart, JBS, Cargill, Danone, Rabobank, Marfrig e Agropalma. O debate será em torno da cadeia de fornecedores e as iniciativas de cada empresa para torná-la mais sustentável, como o pacto de sustentabilidade firmado entre o Walmart e seus fornecedores, que incorpora as questões socioambientais da Amazônia e incentivos a produtores locais.

Na parte da tarde, o segundo fórum aborda “Como internalizar externalidades ambientais?”, uma das questões centrais em torno do novo modelo de negócio proposto para as empresas. O debate será precedido por uma palestra da consultoria inglesa Trucost, representada pelo seu diretor de Finança Ambiental, Neil McIndoe. Reconhecida no cenário internacional, a Trucost é responsável pela valoração de externalidades de grandes companhias, como por exemplo a empresa de material esportivo Puma.

Entre os dois fóruns, no horário do almoço, será lançado o livro “Internalização das Externalidades Ambientais”. Organizado pelos professores Carlos Arruda e Flávia Carvalho, ambos da Fundação Dom Cabral, o livro traz artigos sobre inovações ambientais, como tratamento de efluentes, uso de algas para descontaminação de águas residuais, utilização da macaúba para produção de biodiesel, entre outras.

A primeira edição do Fórum de Debates TEEB para o Setor de Negócios Brasileiros aconteceu em maio de 2013, com o tema “Desafios para a inclusão do capital natural na gestão corporativa” contemplando a inserção da biodiversidade em processos e estratégias empresariais.

A atual edição do Fórum conta com o apoio institucional do Centro de Estudos em Sustentabilidade (GVces) da Escola de Administração de Empresas da Fundação Getúlio Vargas (FGV-EAESP), Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável (CEBDS), Federação Brasileira de Bancos (Febraban) e da Confederação Nacional da Indústria (CNI).

  

Fóruns de Debates TEEB para o Setor de Negócios Brasileiros

PROGRAMAÇÃO

Terça-feira, 19 de Novembro

08h30 – 12h

Fórum 1

Incorporação do Capital Natural na Cadeia de Valor

Debatedores:

1. Camila Valverde - Diretora Sustentabilidade/ Walmart

2. Luiz Amaral - Head of Corporate Social Sustainability / Rabobank

3. Marcello Brito - Diretor Comercial e Sustentabilidade / Agropalma

4. Márcio Nappo - Diretoria de Sustentabilidade / JBS

5. Mathias Almeida - Gerente de Sustentabilidade / Marfrig

6. Mauro Homem - Gerente de Sustentabilidade / Danone

 

12h – 13h30

Almoço Cultural

Lançamento do livro Inovações Ambientais - organizado pelos professores Carlos Arruda e Flávia Carvalho (Fundação Dom Cabral)

13h30 – 16h30

Fórum 2

Internalização das Externalidades Ambientais

Palestra Consultoria Trucost (Reino Unido):

Neil McIndoe - Diretor de Finança Ambiental

 

TEEB para o Setor de Negócios Brasileiros - Lançado em outubro de 2011, o projeto TEEB para o Setor de Negócios Brasileiro foi concebido a partir da iniciativa “A Economia dos Ecossistemas e da Biodiversidade” (TEEB, na sigla em inglês), idealizada pelo Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA) para atrair a atenção internacional para os benefícios da biodiversidade, destacando em termos econômicos o custo crescente de sua perda e da degradação de ecossistemas.

No âmbito corporativo, o projeto objetiva alertar para a importância e as relações de dependência e impactos do setor de negócios na biodiversidade e serviços ecossistêmicos.  Nesse sentido, a iniciativa pretende fornecer orientações e auxiliar empresas brasileiras na gestão estratégica dos riscos e das oportunidades existentes nesse campo. Inserido na iniciativa global, o projeto também tem a finalidade de apresentar para o público nacional e internacional como as empresas brasileiras têm avançado no desenvolvimento de compromissos, metas e estratégias de gestão da biodiversidade e serviços ecossistêmicos.

O projeto TEEB para o Setor de Negócios Brasileiro é uma iniciativa da Conservação Internacional (CI-Brasil), com patrocínio das empresas Vale, Monsanto, Natura e Santander e apoio do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA), o Centro de Monitoramento da Conservação Mundial (UNEP-WCMC, na sigla em inglês) e da Confederação Nacional da Indústria (CNI).

 

Sobre a Conservação Internacional (CI-Brasil)

A Conservação Internacional (CI) é uma organização privada, sem fins lucrativos, fundada em 1987 com o objetivo de promover o bem-estar humano fortalecendo a sociedade no cuidado responsável e sustentável para com a natureza – nossa biodiversidade global – amparada em uma base sólida de ciência, parcerias e experiências de campo. Como uma organização não governamental (ONG) global, a CI atua em mais de 40 países, distribuídos por quatro continentes. Em 1988, iniciou seus primeiros projetos no Brasil e, em 1990, se estabeleceu como uma ONG nacional. Possui escritórios em Belo Horizonte (MG), Belém (PA), Brasília (DF), Macapá (AP) e Rio de Janeiro (RJ), além de uma unidade avançada em Caravelas (BA).

 

Serviço

Fóruns de Debates TEEB para o Setor de Negócios Brasileiro

Terça-feira, 19 de Novembro de 2013 - 8h30 às 17h

Local: FEBRABAN - Avenida Brigadeiro Faria Lima, 1485 - 12o andar

Pinheiros, São Paulo / SP

Mais informações: www.teebnegociosbrasil.com.br

 

Informações para Imprensa:

João Gonçalves - jotage77@gmail.com

+11 98255-3876