​SDSN Brasil debate legado dos Jogos Olímpicos na implantação dos ODSs

Mesa redonda vai reunir sociedade civil, academia e poder público e colocar em pauta a transformação urbana sustentável

 

A SDSN Brasil, rede participante da iniciativa global das Nações Unidas para promover o desenvolvimento sustentável, realizará uma mesa de debate no próximo dia 18, das 11h30 às 12h30, no Rio Media Center, para discutir o legado dos Jogos Olímpicos na implementação dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

Promovido em uma parceria com a Conservação Internacional (CI-Brasil) e com a Prefeitura do Rio de Janeiro, com apoio do Comitê Olímpico Rio 2016, o evento reunirá representantes da sociedade civil, do setor privado e do poder público para debater “Legado Olímpico e os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável”​.

As discussões terão foco no ODS 11, que trata de cidades sustentáveis. Segundo o diretor executivo da SDSN Brasil, Marco Simões, o objetivo é promover o debate transversal sobre transformação urbana sustentável, além de apoiar a discussão sobre a agenda de implementação dos ODS no contexto de grandes eventos, conectando diversos setores da sociedade. Pensando nisso, de acordo com Rodrigo Medeiros, vice-presidente da Conservação Internacional Brasil e chair da SDSN Brasil, "o legado que a população terá com os Jogos Olímpicos é um tema fundamental para construir um futuro sustentável da metrópole nas próximas décadas. É de responsabilidade dos gestores municipais e estaduais, além do setor privado e organização civil, elaborar e aplicar as soluções de modo inclusivo, democrático e resiliente. Nesse sentido estamos produzindo esse debate, pois entendemos que este é o momento para refletir sobre o tema", disse Medeiros.

A mesa será moderada pelo chair da SDSN Brasil e vice-presidente da Conservação Internacional Brasil, Rodrigo Medeiros, e terá a participação de Rodrigo Rosa, assessor especial da Prefeitura do Rio; Tânia Braga, gerente geral de Sustentabilidade, Acessibilidade e Legado do Comitê Olímpico Rio 2016; Oskar Metsavaht, presidente do Instituto E; e Jose Marcelo Zacchi, da Casa Fluminense; além do diretor executivo da SDSN Brasil, Marco Simões.

O evento é aberto apenas para a imprensa credenciada e será transmitido via broadcasting. Os interessados em participar deverão fazer o credenciamento, com antecedência de 24 horas, pelo site www.riomediacenter.rio.

 

Sobre a SDSN Brasil

Lançada em março de 2014, é uma rede de organizações da sociedade civil, instituições acadêmicas e públicas e empresas privadas. O trabalho da Rede iniciou-se pela Região Metropolitana do Rio de Janeiro e está numa fase de expansão em território nacional, com capítulo em Minas Gerais. A SDSN Brasil tem como propósito apoiar e alcançar o Objetivo de Desenvolvimento Sustentável 11 e como missão promover a implantação de soluções para o desenvolvimento urbano sustentável no Brasil.

Sobre a SDSN Global

A Sustainable Development Solutions Network (SDSN) foi criada em 2012, pelo secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, para mobilizar conhecimentos técnicos e científicos da academia, da sociedade civil e do setor privado no apoio de soluções para problemas de desenvolvimento sustentável em escalas locais, nacionais e globais. A SDSN acelera o aprendizado conjunto e tem como objetivo ajudar a superar a fragmentação do trabalho técnico e político, promovendo abordagens integradas para os desafios econômicos, sociais e ambientais que o mundo enfrenta.

 

Serviço

Local: Rio Media Center (Rua Madre Tereza de Calcutá s/n – Cidade Nova, Rio de Janeiro/RJ).

Data: 18 de agosto de 2016

Horário: 11h30 às 12h30

​​