Com apoio da CI, Fundo Kayapó lança edital de R$ 660 mil

Projetos apoiados pelo Fundo Amazônia, do BNDES, e pela Conservação Internacional (CI-Brasil) serão apresentados pelas comunidades indígenas

Brasília, 07 de junho de 2013 —

O Fundo Kayapó, apoiado pelo Fundo Amazônia em 2012, está lançando seu primeiro edital para seleção de projetos formulados e administrados pelos próprios índios, destinados à preservação de terras e melhoria de qualidade de vida. Os Kayapós serão responsáveis pela elaboração dos projetos que serão submetidos à Comissão Técnica composta por membros da academia, de ONGs e da Funai.  

Serão desembolsados neste ano R$ 660 mil para iniciativas de monitoramento de terras, treinamento, desenvolvimento de atividades produtivas sustentáveis e gestão ambiental em uma área total beneficiada superior a 10 milhões de hectares. Trata-se de uma região equivalente a 3% do bioma Amazônia (15% maior que Portugal) onde vivem cerca de 7 mil indígenas nos Estados do Pará e Mato Grosso. 

Administrado pelo Fundo Brasileiro para a Biodiversidade (Funbio), o Fundo Kayapó conta hoje com cerca de R$ 15 milhões do Fundo Amazônia e da Conservação Internacional (CI-Brasil), ONG que trabalha com os Kayapós há mais de 20 anos. Os rendimentos financeiros do capital principal do Fundo serão aplicados em ações que visam à conservação da floresta amazônica nas terras indígenas. Dessa forma, compõem uma fonte regular de financiamento não-reembolsável, garantindo a continuidade do trabalho de base das organizações indígenas locais em prol da proteção do território indígena. 

“É o primeiro fundo assemelhado aos de private equity gerido pelos índios, com plano de investimentos apropriado para a proteção do território e da cultura indígena”, disse o superintendente da Área de Meio Ambiente do BNDES, Sergio Weguelin. 

Experiência inédita no mundo no trato da questão indígena, o Fundo Kayapó pode dar origem a um novo modelo operacional e financeiro de apoio a projetos socioambientais no país. 

O modelo provê às organizações Kayapó estabilidade na disponibilidade de recursos, permitindo a realização de planejamento de médio e longo prazo das ações de monitoramento territorial, conservação ambiental e geração de renda, a partir do retorno dos projetos.

Potencializará, ainda, o uso dos recursos do Fundo Amazônia junto com outros investimentos públicos e privados, visando à redução da taxa de desmatamento da floresta amazônica. A iniciativa reforça os laços históricos e culturais entre os indígenas Kayapó, fortalecendo suas organizações representativas de forma a desestimular o envolvimento em atividades ilegais associadas ao desmatamento ao promover alternativas econômicas sustentáveis.

O valor total do Fundo Kayapó será de pelo menos R$ 23,3 milhões, uma vez que o Fundo é aberto a novas doações. O instrumento é composto por recursos do Fundo Amazônia e da CI-Brasil respectivamente no valor de R$ 16,9 milhões e o equivalente, em reais, a US$ 4 milhões. 

Sobre a Conservação Internacional

A Conservação Internacional (CI) é uma organização privada, sem fins lucrativos, fundada em 1987 com o objetivo de promover o bem-estar humano fortalecendo a sociedade no cuidado responsável e sustentável para com a natureza – nossa biodiversidade global – amparada em uma base sólida de ciência, parcerias e experiências de campo. Como uma organização não governamental (ONG) global, a CI atua em mais de 40 países, distribuídos por quatro continentes. Em 1988, iniciou seus primeiros projetos no Brasil e, em 1990, se estabeleceu como uma ONG nacional. Possui escritórios em Belo Horizonte-MG, Belém-PA, Brasília-DF e Rio de Janeiro-RJ, além de uma unidade avançada em Caravelas-BA. 

Contato para Imprensa:

Gabriela Michelotti (61) 3226-2491 gmichelotti@conservacao.org

Para mais informações, acesse o edital aqui