​​​

CONSERVAÇÃO INTERNACIONAL E INSTITUTO ATÁ PROMOVEM ENCONTRO DE CHEFS EM SÃO PAULO PARA FORTALECER O PROGRAMA PESCA + SUSTENTÁVEL

Parceria busca criar ações para difundir o caranguejo-uçá, primeiro pescado marinho rastreado e sustentável do Brasil

 

Antecipando o Dia Mundial do Meio Ambiente, celebrado no próximo domingo, dia 5, a Conservação Internacional e o Instituto ATÁ promoveram nesta semana um encontro de chefs em São Paulo, para conhecer a nova etapa do Programa Pesca + Sustentável.

Quinze renomados chefs atenderam ao convite das duas instituições e se reuniram no restaurante Dalva e Dito, do chef Alex Atala, presidente do Instituto ATÁ.

A nova etapa do Programa Pesca + Sustentável busca consolidar uma rede de restaurantes e mercados parceiros em São Paulo, e assim fortalecer e movimentar a cadeia do primeiro pescado marinho reconhecidamente sustentável do Brasil, o caranguejo-uçá, contribuindo para a valorização das comunidades pesqueiras tradicionais e para o meio ambiente.

Para o chef Alex Atala, é muito importante difundir métodos de rastreamento do produto. No encontro ressaltou o papel educador dos cozinheiros hoje e a importância de, neste trabalho com o caranguejo-uçá, ir um pouco além de ensinar e popularizar o uso integral do bicho.  "Temos que apresentar mais do que a patinha do caranguejo. Criar pratos que aproveitem integralmente o animal, além de mostrar a vasta variedade de crustáceos do litoral brasileiro. Esta é uma chance de fazer isto, nesta parceria do ATÁ com a Conservação Internacional. "

"Atualmente, mais de 80% das espécies de pescado economicamente exploradas na costa brasileira estão ameaçadas pela pesca predatória e ilegal. Além disso, a maioria das 536 mil toneladas de pescado marinho extraída no Brasil é feita de forma não sustentável, comprometendo as espécies e o futuro das comunidades que dependem da pesca para sobreviver. Com o objetivo de melhorar a vida das famílias de pescadores na costa brasileira e tornar a pesca verdadeiramente sustentável, foi criado o Projeto Pesca + Sustentável, que traz um sistema de rastreamento do pescado que oferecerá mais transparência às cadeias de produção e comercialização no país", enfatiza Guilherme Dutra, Diretor de Estratégia Marinho e Costeira da CI-Brasil.

Como resultado do encontro, em junho, todos os chefs receberão amostras de caranguejo-uçá da Reserva Extrativista de Canavieiras. O objetivo é fazerem testes para, num futuro próximo, desenvolverem ações em parceria com as entidades. Chefs interessados em conhecer e integrar o Programa devem entrar em contato com Thalita Dantas, da CI: thasky@gmail.com

 

Sobre o Programa Pesca + Sustentável

O programa Pesca + Sustentável é uma iniciativa da Conservação Internacional (CI-Brasil), em parceria com a CONFREM (organização dos pescadores tradicionais) e o ICMBIO/MMA (responsável pela gestão das Reservas Extrativistas federais), foi selecionado e premiado entre 750 projetos no Desafio de Impacto Social Google em 2014. Por meio do desenvolvimento de um sistema de rastreamento para acompanhar a cadeia do pescado, é possível o estabelecimento de uma relação entre os consumidores e os produtores de pescado, permitindo a proteção de espécies e ecossistemas em áreas onde a pesca é feita de forma sustentável.

 

Sobre a Conservação Internacional (CI-Brasil)

 

Organização ambiental brasileira criada em 1990, que integra uma rede internacional presente em mais de 30 países, com foco na promoção do bem-estar humano por meio da conservação dos recursos naturais. A CI-Brasil utiliza um conjunto inovador de ciência, políticas e parcerias para proteger a natureza que dependemos para sobreviver: alimentos, água e os meios de subsistência.  Website: www.conservacao.org.br.

 

Sobre o Instituto ATÁ

O Instituto ATÁ é a primeira entidade brasileira a se dedicar exclusivamente à relação do homem com o alimento. Iniciativa de um inédito e diverso grupo de lideranças da sociedade civil e do mundo empresarial, incluindo nomes como o chef Alex Atala, Beto Ricardo (Instituto Socioambiental) e Roberto Smeraldi (vice-presidente do Instituto ATÁ), a missão do Instituto é "aproximar o saber do comer, o comer do cozinhar, o cozinhar do produzir, o produzir do ambiente". Nesse quadro, procura valorizar e fortalecer a diversidade de territórios e saberes, o ato de se alimentar como fator integrante da cultura, as melhores práticas de sustentabilidade na produção e no consumo, a limitação de perdas e desperdício, a qualidade e identidade das cozinhas do Brasil no mundo, a segurança alimentar e nutricional, a tecnologia e inovação na produção, transformação e distribuição do alimento e a valorização de negócios de base familiar e comunitária. Entre os projetos de destaque da entidade estão: a marca Retratos do Gosto, a pimenta baniwa (em parceria com o ISA), o projeto Gastronomia nos Presídios, os arrozes especiais do Vale do Paraíba, mel de abelhas nativas, cogumelos comestíveis brasileiros, Galinhadas beneficentes, os boxes de ingredientes brasileiros no Mercado Municipal de Pinheiros, em São Paulo, e outros.  Mais informações em: www.institutoata.org.brwww.facebook.com/institutoata.

 

Assessoria de imprensa Instituto ATÁ

Giuliana Bastos - imprensa@domrestaurante.com.br

Tel.: (11) 99426-6973

Letícia Ginak - comunicação@domrestaurante.com.br

Tel.: (11) 98921-6206

 

Assessoria de Imprensa CI-Brasil

Mauricio Bianco – mbianco@conservation.org

Tel: 21-96824-0130