Abertas as inscrições para o Prêmio de Reportagem

Inscrições vão até 3 de maio e devem ser feitas pelo site www.premioreportagem.org.br

Belo Horizonte, 26 de março de 2013 —

Estão abertas as inscrições para o Prêmio de Reportagem sobre a Mata Atlântica 2013, iniciativa da Aliança para a Conservação da Mata Atlântica, uma parceria entre a Conservação Internacional e a Fundação SOS Mata Atlântica. Esta é a 12ª edição do Prêmio que tem o objetivo de promover o jornalismo ambiental no Brasil, fomentar a produção de reportagens sobre o bioma Mata Atlântica e reconhecer a excelência profissional de jornalistas que cobrem temas ambientais. A iniciativa tem o patrocínio do Bradesco Capitalização.  

Podem se inscrever jornalistas brasileiros, residentes no país, atuantes na imprensa escrita e televisiva nacional. Necessariamente, a matéria inscrita deverá ter sido publicada ou veiculada no período de 1°de abril de 2012 a 31 de março de 2013.

Os jornalistas podem submeter reportagens sobre uma grande variedade de assuntos ligados ao bioma, como: Rio+20 e a Mata Atlântica; Código Florestal e a Mata Atlântica; economia verde; crimes ambientais e denúncias; ecoturismo; Pagamento por Serviços Ambientais (PSA); restauração florestal e ambiente urbano, entre outros.

As inscrições devem ser realizadas até 3 de maio, pelo portal do Prêmio – www.premioreportagem.org.br – totalmente reformulado para esta edição. “Neste ano, o processo de inscrição será feito em uma nova plataforma que permitirá maior praticidade. Em poucos passos, o jornalista concluirá sua inscrição, podendo fazer o processo todo pela internet, inclusive o envio da matéria”, explica Marcele Bastos, coordenadora de comunicação da Conservação Internacional e da iniciativa.

Outra novidade deste ano é que agora os jornalistas podem inscrever séries. “Se a série foi exibida ou publicada em cinco dias, por exemplo, o jornalista poderá enviar as cinco reportagens em um só arquivo, na mesma inscrição”, esclarece Afra Balazina, diretora de Comunicação da Fundação SOS Mata Atlântica.

Prêmios

São três as categorias do Prêmio de Reportagem sobre a Mata Atlântica neste ano: Jornal Impresso, Revista e Televisão.

Nas duas primeiras categorias os textos devem ter, no mínimo, 300 palavras, e ter sido publicados em jornais ou revistas impressas do país.

Para a categoria Televisão, as reportagens devem ter sido exibidas no contexto de programas jornalísticos, documentários ou de variedades, transmitidos pela televisão aberta ou por assinatura, operando em território nacional.

Para os vencedores de cada categoria serão oferecidos os seguintes prêmios: primeiro lugar – R$ 10.000,00; segundo lugar – R$ 5.000,00 e terceiro lugar – R$ 2.500,00. Além do prêmio em dinheiro todas as colocações receberão um certificado.

Confira o regulamento completo em www.premioreportagem.org.br.

Sobre a Aliança para a Conservação da Mata Atlântica

Parceria entre a Conservação Internacional (CI-Brasil) e a Fundação SOS Mata Atlântica, a Aliança para a Conservação da Mata Atlântica foi criada em 1999 para ampliar a escala de atuação das duas organizações, a partir de uma estratégia comum, em favor da conservação da Mata Atlântica. Com a proposta de diminuir o processo de destruição de um dos biomas mais ameaçados do planeta, a união entre as instituições está fundamentada em duas linhas estratégicas: Áreas Protegidas e Comunicação para Conservação. Dentre os principais projetos conduzidos pela Aliança estão o Prêmio de Reportagem sobre a Mata Atlântica, o Programa de Apoio às Unidades de Conservação Públicas e o Programa de Incentivo às Reservas Particulares do Patrimônio Natural da Mata Atlântica. Mais informações em www.aliancamataatlantica.org.br.

Sobre a Conservação Internacional

A Conservação Internacional (CI) é uma organização privada, sem fins lucrativos, fundada em 1987 com o objetivo de promover o bem-estar humano fortalecendo a sociedade no cuidado responsável e sustentável para com a natureza – nossa biodiversidade global – amparada em uma base sólida de ciência, parcerias e experiências de campo. Como uma organização não governamental (ONG) global, a CI atua em mais de 40 países, distribuídos por quatro continentes. Em 1988, iniciou seus primeiros projetos no Brasil e, em 1990, se estabeleceu como uma ONG nacional. Possui escritórios em Belo Horizonte-MG, Belém-PA, Brasília-DF e Rio de Janeiro-RJ, além de uma unidade avançada em Caravelas-BA.

www.conservacao.org.br

twitter.com/cibrasil 

youtube.com/cibrasil

facebook.com/pages/Conserva%C3%A7%C3%A3o-Internacional-CI-Brasil/231538486861792

Sobre a Fundação SOS Mata Atlântica

Criada em 1986, a Fundação SOS Mata Atlântica é uma organização privada sem fins lucrativos, que tem como missão promover a conservação da diversidade biológica e cultural do bioma Mata Atlântica e ecossistemas sob sua influência. Assim, estimula ações para o desenvolvimento sustentável, promove a educação e o conhecimento sobre a Mata Atlântica, mobiliza, capacita e incentiva o exercício da cidadania socioambiental. A Fundação desenvolve projetos de conservação ambiental, produção de dados, mapeamento e monitoramento da cobertura florestal do bioma, campanhas, estratégias de ação na área de políticas públicas, programas de educação ambiental e restauração florestal, voluntariado, desenvolvimento sustentável, proteção e manejo de ecossistemas.

www.sosma.org.br

twitter.com/sosma

youtube.com/sosmata

facebook.com/SOSMataAtlantica