Clinton Global Initiative aprova dois projetos da CI

Evento liderado por Bill Clinton, realizado esta semana no RJ, anunciou como "Compromissos para Ação" a Iniciativa Amapá e projeto Água e Cidades

Rio de Janeiro, 13 de dezembro de 2013 —

Dois projetos da Conservação Internacional foram aprovados como “Compromissos para Ação” pela Clinton Global Initiative (CGI), que reuniu no Rio de Janeiro esta semana líderes internacionais e dos setores empresarial, governamental e sem finalidade lucrativa no encontro da CGI América Latina, realizado de 08 a 10/12. 

A agenda da reunião da CGI América Latina concentrou-se em debater o progresso social e econômico da região para o futuro, com sessões sobre desenvolvimento da capacidade humana, planejamento do crescimento verde e mobilização do potencial de tecnologia e inovação. Os “Compromissos para Ação” são programas criados para tratar de questões como a revitalização de cidades latino-americanas, criação de mais oportunidades para mulheres empreendedoras e promoção da educação na primeira infância.

As duas iniciativas da CI são:

Iniciativa Amapá

Lançada na Rio+20, a Iniciativa Amapá é fruto de uma parceria entre a Conservação Internacional, o governo do Amapá e o Fundo Vale que propõe um trabalho integrado com a sociedade amapaense voltado para a promoção de uma economia baseada na sustentabilidade. No âmbito da CGI América Latina, a Conservação Internacional assumiu o compromisso de apoiar os dois anos da fase inicial da Iniciativa Amapá, uma abordagem integrada para o desenvolvimento sustentável que visa fortalecer a capacidade da sociedade civil, promover políticas públicas e formar cadeias de produção sustentáveis ??(como sistemas agroflorestais e artesanato produzido por mulheres) nas Florestas Estadual e Nacional do Amapá, visando  proteger e gerir o seu capital natural. A Iniciativa irá apoiar as comunidades no acesso a mercados e facilitará a criação de associações comunitárias que serão treinadas no manejo da floresta e das bacias hidrográficas, gerando benefícios sociais e econômicos e melhorando o bem-estar humano. Após a fase inicial, a CI pretende implementar essas atividades de forma mais ampla em todo o território do Amapá. Isso inclui o treinamento e a capacitação de atores locais visando, até 2020, transformar a iniciativa em um projeto independente e autônomo, liderado pela comunidade que será detentora de um fundo capitalizado. Saiba mais sobre a iniciativa aqui.

Água e Cidades: compartilhando desafios e soluções

A Conservação Internacional (CI) comprometeu-se a catalisar e dar aporte técnico a uma parceria entre as cidades de Bogotá, Cidade do México e Rio de Janeiro para abordar a questão da degradação do ecossistema resultante do crescimento urbano e das mudanças no uso do solo, além dos impactos das mudanças climáticas. Essa iniciativa pretende facilitar o intercâmbio de experiências, o desenvolvimento de projetos comuns e a capacitação. O objetivo desse compromisso é habilitar as cidades para investirem na proteção e na restauração de seu capital natural e prepará-las para que possam assegurar a regulação da água, o fornecimento e o armazenamento para o futuro, tornando-as adaptadas e mais resistentes a eventos climáticos extremos. A CI irá ajudar cada uma das cidades na criação de uma aliança local que reunirá instâncias de governo, academia, setor privado, agências de desenvolvimento e organizações da sociedade civil e apoiará a coordenação, o financiamento e a gestão de programas locais de  proteção aos ecossistemas, procurando também otimizar atividades nessa linha já em curso nessas capitais.