Baby boom de tartarugas-verdes em ilha nas Filipinas

Nascimento de filhotes na Ilha das Tartarugas é o maior desde 1995, quando os registros começaram a ser feitos, e pode representar 13 mil novos indivíduos adultos para a espécie ameaçada

Arlington, VA , 03 de fevereiro de 2012 —

Um total de 14.220 ninhos de tartarugas-verdes foram registrados em Baguan, uma das Ilhas das Tartarugas, em 2011, quebrando o recorde anterior de 12.311 ninhos em 1995. Isso significa que houve 2.844 tartarugas desovando na ilha e 1,44 milhão de ovos colocados.

“1,44 milhão de ovos é um número impressionante para uma praia de cerca de um quilômetro de comprimento, e apresenta grande esperança para estimular a população de tartarugas-verdes”, diz Romeo Trono, diretor-executivo de campo da CI nas Filipinas. “Com uma média de 90% de sucesso nos nascimentos e 1% de taxa de sobrevivência dos filhotes até a maturidade sexual, Baguan pode contribuir em 2011 com 13 mil novos indivíduos para a população adulta de tartarugas.” 

Confira fotos das tartarugas-verdes e seus ninhos

Os 36 hectares de Baguan no sudeste Filipino é uma das nove ilhas da Área de Proteção do Patrimônio da Ilha das Tartarugas, única área protegida gerenciada conjuntamente por dois países: Malásia e Filipinas. É feita de seis ilhas do Santuário da Ilha das Tartarugas, onde Baguan está localizada, e três ilhas do Parque da Ilha das Tartarugas de Sabah, na Malásia.

Os dados do DENR mostram que, desde a alta anterior de 12.311 ninhos registrados em 1995, os registros de ninhos de Baguan têm passado por declínios acentuados, chegando ao número mínimo de 4.000 ninhos em 2003. Invasão da área por pescadores estrangeiros, o recolhimento de ovos por comunidades locais para comida e comércio, a destruição e a perturbação dos hábitats através de métodos de pesca ilegal e a fraca aplicação da lei foram identificadas como as causas do declínio na população de tartarugas-verdes no santuário. 

“O crescimento do número de ninhos mostra que, quando tartarugas são protegidas em suas praias de desova e em distância suficiente da água, elas se recuperam”, diz Bryan Wallace, diretor de ciência do Programa de espécies Flagship da CI. “As Ilhas das Tartarugas são áreas de importância global para as tartarugas-verdes, especialmente para a população do Pacífico Leste, por causa da relativa abundância e devido ao crescimento da proteção para as tartarugas na área.”

Esforços de conservação bilateral

Desde 2007, a CI está trabalhando com o DENR filipino e o governo local, bem como com o Parque Sabah da Malásia, para aconselhar e implementar estratégias de conservação marinha na região, incluindo: montagem do quadro de gerenciamento de área protegida, formulação de plano de manejo para dez anos e delineamento de 1.200 hectares ao redor de Baguan como uma zona restrita de proteção.

A aplicação da lei em Baguan foi também reforçada por treinamentos providenciados pelos vigias do parque, e esforços dos aplicadores da lei, voluntários comunitários e patrulheiros. O time de observação da lei das Ilhas das Tartarugas Filipinas também inclui oficiais da guarda costeira filipina e da marinha filipina instalados na área.

“Essas parcerias com outras agências como a guarda costeira e a marinha proporcionam um grande estímulo para os esforços na observação das leis na ilha”, diz Mundita Lim, diretor do departamento de vida selvagem e áreas protegidas do DENR. “Nós também gozamos de uma boa relação de trabalho com nossos parceiros do Parque Sabah no cargo de gerência do lado malaio da Ilha das Tartarugas. Elas desovam por toda a área, sem levar em conta os limites políticos. Essa é também a abordagem que nós estamos usando no manejo dessas ilhas através da parcerias de produção.”