​Video Large Centered (Custom Thumbnail)

Remove this module

Section Info

EditDefault Title:Programa Pró-Viveiros[Optional]
EditYoutube Video Id:g_sE1HL2ulg
EditVideo Description:[Optional]
EditCustom Thumbnail:[Optional]
Edit Hide Title:falseNo

    ​Os viveiros com foco no reflorestamento da Mata Atlântica tem um enorme potencial de crescimento para os próximos anos. A expansão recente da economia, obras de infraestrutura  e novos complexos industriais aumentaram substancialmente a demanda de iniciativas de desenvolvimento sustentável, incluindo a compensação das emissões de carbono e o cumprimento de condicionantes de licenciamento ambiental por meio de ações de restauração florestal, com o impacto direto sobre a demanda de mudas de espécies nativas. Além disso, o avanço da implementação do Cadastro Ambiental Rural (CAR), com a consequente implementação de programas de regularização ambiental da produção rural, contam com a perspectiva do Plano Nacional de Recuperação da Cobertura da Vegetação Nativa (PLANAVEG), ora em consulta pública. Este cenário aponta para o crescimento da demanda de sementes e mudas de espécies nativas. Ainda que o número de viveiros florestais e a capacidade instalada de produção dos mesmos sejam suficientes para atender esta expansão, há fortes e renitentes lacunas em termos de capacidade gerencial, de planejamento e de visão empreendedora.

    Pensando nisso, a Conservação Internacional criou e vem implementando o Pró-Viveiros – Programa de Qualificação e Fortalecimento da Cadeia Produtiva da Restauração de Ecossistemas – uma iniciativa em parceria com a Natural Partners e a Refloresta, desenhada para suprir as lacunas de conhecimento teórico e prático sobre técnicas de produção e processos de gestão, bem como deficiências de gestão e empreendedorismo entre viveiros de espécies vegetais na região a ser atendida. Estruturado a partir das necessidades identificadas pelos diagnósticos detalhados realizados de viveiros nos últimos cinco anos nos estados do Rio de Janeiro, São Paulo, Bahia, Espírito Santo e Pernambuco, o Pró-Viveiros representa uma ação fundamental para a implantação de programas e projetos que tenham o objetivo de fomentar o desenvolvimento de empreendimentos de pequeno e médio porte relacionados às oportunidades da economia verde.

    O programa conta com três módulos: diagnóstico e seleção dos beneficiários; capacitação técnica e gerencial; tutoria e orientação para elaboração de planos de negócios. Até o momento, já foram beneficiados 29 viveiros no Rio de Janeiro e oito viveiros no Paraná.

    O Pró-Viveiros possui também um braço urbano, que busca incentivar a produção de alimentos em comunidades na Cidade do Rio de Janeiro. O piloto desta iniciativa acontece na Babilônia, onde moradores estão aprendendo a produzir hortaliças e temperos em seis unidades protegidas, beneficiando por enquanto 10 famílias. Alface, rúcula, salsa, coentro, couve e manjericão são alguns dos cultivos sendo protegidos pela comunidade, ampliando a oferta e o acesso a alimentos, com oportunidades de renda.


    Resultados Alcançados:

    • 29 viveiros do Rio de Janeiro treinados, regularizados, registrados no RENASEM e com planos de negócios elaborados;
    • 10 moradores da Babilônia envolvidos no cultivo de alimentos em sistemas protegidos;
    • Criação e fortalecimento da Associação dos Produtores de Mudas e Sementes de Espécies Nativas do Rio de Janeiro (Pró-Mudas Rio).

    Parceiros: Fundação Citi, Citibank, Abengoa, Natural Partners, Refloresta, Pacto Pela Restauração da Mata Atlântica, CoopBabilônia.